Como a criatividade pode ajudar em tempos difíceis


São tempos difíceis para os sonhadores, já dizia Amélie Poulain. O mundo está em crise. Nós estamos em crise. Estamos sendo bombardeados por notícias demais, propagandas demais e informações demais. Esse é o século XXI, aqui a ansiedade reina e vivemos em um mundo de incertezas. Mas e se eu te disser que não precisa ser assim?


O mundo sempre esteve em movimento e tudo sempre foi incerto. Então respire fundo, está tudo bem. Quanto antes aceitarmos que não estamos no controle de tudo, melhor! Mas algumas coisas podemos controlar, como o tempo que passamos no celular, quais conteúdos consumimos, o que fazemos no tempo livre e como nos cuidamos. É aqui que entra a criatividade. 


Não tenha medo de buscar o que te faz feliz e criar sua própria vida. Então por que não parar para respirar um pouco e fazer algo que te faz bem? Seja escrever, desenhar, pintar, fazer colagem… Um momento de criação nos puxa para o presente e nos trás aquela sensação boa de se perder no tempo e relaxar.

 (Por Fernanda Longoni)

 

Criatividade em tempos de mudança

Você com certeza já ouviu que planejar é muito importante para realizar seus sonhos. Mas a verdade é que nem sempre tudo sai como o planejado e tudo isso que estamos vivendo é a prova real de que precisamos estar abertos à mudança.


Isso muitas vezes implica em desapegar da ideia original e ser criativo para encontrar novos meios de atingir os objetivos. Podemos adaptar, transformar e simplificar até achar novas maneiras de trazer nossas ideias ao mundo. Nossa ideia pode acabar se transformando em algo completamente diferente, mas essa é a magia da criatividade!


Através dela também podemos reinventar a visão do mundo lá fora. A criatividade nos ajuda a lidar com todo esse caos e através da imaginação podemos encontrar uma nova maneira de ser feliz. Reinvente-se quantas vezes forem necessárias e lembre-se que não podemos controlar tudo o que acontece, mas podemos escolher como reagir. Não vai ser fácil, mas é possível. 


Vamos fazer do caos nossa inspiração e da mudança uma obra de arte

 (Por Gabriela Coutinho)

 

Por que a arte?

Por que a arte? A arte é um fazer humano, presente no cotidiano dos seres humanos desde os primórdios. Portanto, viver e as ações humanas são artes, mesmo que nem sempre valorizadas como tal. O criar, então, pode aparecer como um espaço para encontrar-se com si mesmo, colocando para fora o seu eu interior. E para acontecer esse encontro é necessário se permitir sentir e deixar-se ser transformado. A arte e o caos são dependentes. Sem o caos a arte não existiria, e sem arte não seria suportável viver o caos. A arte é uma ferramenta de resistência, de (re)construção de si e de expressão do eu interior. A arte “é um tal fazer que, enquanto faz, inventa o por fazer e o modo de fazer” (Pareyson).

(Por Nathalia Belluzzi)

 

Como você usa a criatividade no dia-a-dia?

Fernanda Longoni, 23 anos

"Por causa do meu trabalho eu preciso estar constantemente sendo criativa. Não podem me faltar ideias de vídeos, textos, fotos e futuros produtos. E o único jeito de ser criativa é CRIANDO. Por isso, no meu tempo livre, quando eu não estou descansando (que é muito importante), eu estou fazendo atividades que ajudam a clarear minha mente. Escrevo no meu diário, desenho uma ideia que andava na minha cabeça ou faço uma colagem. O bom da colagem é que eu não preciso pensar muito, recorto ali e colo lá. Misturo todos os materiais que vejo pela frente (lápis, tintas, fitas, carimbos) e pronto! O meu objetivo nesse momento não é criar uma obra prima, mas me divertir, relaxar e cuidar de mim."

 

Amanda Longoni, 27 anos

"Nos momentos em que parece que meus pensamentos estão indo em mil direções diferentes, escrever me ajuda a organizar toda essa bagunça. Eu costumo escrever o que vem na minha cabeça sem pensar muito, de forma desordenada mesmo. Quando coloco meus pensamentos no papel, eles já começam a fazer mais sentido e a se organizar. Então o próprio processo de escrever já me traz tranquilidade. Eu gosto muito de ler o que eu escrevi depois de um tempo, é como ver meus sentimentos com outros olhos e isso faz eu me conhecer melhor. Eu também adoro escrever para me expressar nos momentos em que estou inspirada. Posso pegar uma situação que vivi e transformar em uma história, um conto ou um poema. Nesses momentos eu aproveito para simplesmente deixar a criatividade fluir!"


Jô, 54 anos

"Quando estou criando, me desligo de tudo. Meus pensamentos giram em torno de como coordenar as cores, como vou combinar os elementos, como está a harmonia do projeto… É como uma meditação criativa, mente limpa para outros pensamentos. Recortar, colar, usar objetos diferentes num trabalho é muito relaxante e prazeroso pra mim. Desde pequena sempre gostei de criar, quando via algo que me interessava queria ver como era feito para tentar fazer depois. Acredito que a arte e a criatividade são um encontro consigo mesmo, é um estilo de vida, é um viver criativo."

 

Gabriela Coutinho, 30 anos

"A melhor parte de criar é pensar que não há como dar errado. Porque toda vez criamos algo novo, se antes não havia nada igual, o que então seria o certo? Mesmo que não seja algo criado do zero... é a sua versão. A sua percepção. E quem mais poderia  julgá-la, além de você mesmo? 

É assim que me sinto ao escrever, e a cada vez que posso exercer minha criatividade: LIVRE. E se existe sensação melhor que a liberdade de pensar e sentir, eu desconheço. É claro que eu quero que gostem do que eu escrevo (espero que estejam gostando), e que qualquer arte que a gente crie queremos ter reconhecimento. Mas quando estamos nós mesmos satisfeitos com nossos resultados, ou mesmo quando não estamos mas isso diz respeito somente a nós mesmos... pensar assim não soa libertador?


É nesse sentido que ser criativa me faz sentir como um pássaro fora da gaiola, e seguir na direção que me apontou a caixinha da motivação.

- Eu vou. Simplesmente vou. E voo."

 

A cilada do home office

Trabalhar em casa no início pode parecer um sonho. Horários flexíveis, roupas confortáveis, a cozinha está ali do lado e a cama também. Mas com o tempo você nota que não consegue mais se esconder do trabalho. As demandas se estendem pelo dia todo e você já não lembra mais o que é final de semana. Sair no fim do dia para encontrar os amigos no cinema ou no bar já não é mais uma opção, então você acaba jogada no sofá vendo Netflix. De novo. É tanto cansaço acumulado que não há forças para fazer nada muito diferente ou criativo.

O que a gente nem sempre lembra é que o cansaço existe não só por fazer coisas demais, como por fazer outras de menos. O lazer é importante. Estamos na vida para viver e quando não atendemos esse chamado começamos a ficar deprimidos e exaustos. Então é hora de romper esse ciclo!

 

  1. Tudo tem hora e lugar. Organize seu espaço de trabalho e principalmente sua agenda. O monstro da produtividade precisa de limites. 
  2. Seja criativo na hora do lazer. Se você fizer sempre a mesma atividade (assistir série) você nunca vai viver algo novo.

 

Crie projetos pessoais, coisas que você quer fazer por você e para você. Qual projeto pessoal você tem vontade de começar?

 

Ritual para inspiração

Em momentos difíceis é normal sentirmos o famoso bloqueio criativo e termos dificuldade de nos inspirar para criar. Mas muitas vezes é apenas uma questão de descansar primeiro, respirar fundo e então voltar a criar. 


A caixinha de motivação para artistas em crise foi feita para esse momento. Sente-se de forma confortável em um ambiente em que você se sente segura. Respire fundo e concentre-se por um momento. Sem celular, sem distrações, só você. Então retire uma frase da caixinha e veja o que o universo está querendo te dizer. 

 

Colagem em 30 min

Você só tem 30 minutos no dia para criar alguma coisa? Sem problemas.

Simples assim. Os Livros de Recortes são temáticos e tem paletas de cores próprias, ou seja, pode se jogar nas combinações que a composição sempre fica boa. O tema do Volume 1 é magia e conta com tons mais escuros e dramáticos, já o Volume 2 é sobre artes e os tons são mais coloridos e pastéis. Rola misturar os dois também, afinal, é hora de ser criativa! 

 

Uma tarde relaxante

Nada melhor do que sentar perto da janela numa tarde ensolarada de sábado, abrir o Caderno de Aquarela, pegar algumas tintas e pintar sem se preocupar com o resultado. Vamos aproveitar esse momento para abrir mão do controle e simplesmente experimentar. Brinque com cores, texturas e água. Quanto mais nos soltamos e desapegamos do resultado, mais prazeroso é o processo. A diversão sempre transparece no resultado, ela traz aquele toque especial tão difícil de explicar. Então, o que você vai criar hoje?


Deixe um comentário


Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados