10 ideias pra preencher um sketchbook em branco


Você acaba de comprar um sketchbook novo. Ele está lá: lindo, limpo e brilhando no canto da mesa ou em uma prateleira. Você abre ele cheio de esperança e vê aquela infinidade de possibilidades em forma de desesperadoras folhas brancas. Pega um lápis, rabisca algo, se sente mal por ter estragado a primeira página, tenta apagar ou arrancar a folha, deixa as coisas piores e coloca ele de volta pra envelhecer sozinho num canto como se fosse maldição.

Essa é uma cena que deve ter se passado milhões de vezes nas casas de artistas - pelo menos só na minha sei que já aconteceu mais de uma vez. Não sei qual é a das folhas em branco, mas elas têm uma capacidade absurda de sugar da gente tudo que é criativo, alegre e saltitante. Por isso hoje vim trazer por aqui 10 ideias de como preencher um sketchbook vazio na esperança de que tendo um propósito bem definido a gente consiga aproveitar o nosso potencial criativo ao máximo. 

1. Com desenhos

Tá. Eu sei que você deve ter revirado os olhos ao ler esse título, mas calma lá. É claro que, essencialmente, um sketchbook é feito para desenhar, mas de onde você tira inspiração pra escolher o que fazer? 

Uma maneira de dar aquele pontapé inicial é escolher um padrão de desenhos que serão feitos lá dentro (e isso ainda pode ser separado por seções ou páginas). Você pode definir uma técnica (por exemplo apenas desenhos com nanquim), um tema (só desenhos de cabras bailarinas), uma paleta de cores ou uma função (esse caderno será usado apenas para praticar luz e sombra). Assim você ainda consegue exercitar a criatividade, mas não fica tão livre a ponto de se sentir esmagado pela indecisão. 

Exemplo da escolha de cores, técnica e/ou tema

2. Com sonhos

Não sei se você já ouviu falar que os sonhos são as manifestações mais profundas do nosso inconsciente. As coisas com as quais sonhamos podem conter mensagens escondidas sobre como nos sentimos ou o que queremos de verdade. 

Segundo os estudos da psicologia, todo mundo sonha enquanto está dormindo - e sonha o tempo inteiro. O que acontece é que logo que acordamos e começamos a pensar em outras coisas acabamos esquecendo ou reprimindo aquele sonho, justamente porque fala sobre algo que nosso consciente não quer saber. 

Existem alguns segundos, no entanto, em que a gente lembra do que sonhou. É naquele estágio em que estamos meio dormindo, meio acordados. Dizem que se fizermos o exercício de todo dia anotar nossos sonhos, com o tempo vamos lembrando deles com mais facilidade e com mais detalhes, de forma que se torne possível observar padrões e tentar descobrir o que eles querem dizer. 

Depois de escrever no bloco de notas do seu celular numa gramática sonolenta quase incompreensível, uma forma diferente de fazer o registro desses sonhos é criar um diário ilustrado usando o seu sketchbook. Além de ter algo quase terapêutico pra fazer todos os dias, você meio que cria o tema dos desenhos fazendo algo incrível: dormindo.  

3. Com metas

Você já deve ter ouvido falar dos "bullet journals", certo? Eles funcionam como um registro de qualquer coisa que você queira acompanhar na sua vida: pode ser seu humor, saúde, alegrias, datas importantes ou coisas que você quer fazer. 

É comum que as páginas dele sejam levemente desenhadas, mas que tal levar isso pra um novo nível e fazer um super bullet journal ilustrado? Pra encontrar inspiração de páginas você pode acessar a nossa pastinha no Pinterest! 

Exemplo da página de abertura do mês

4. Com receitas

Cozinhar exige um estado de espírito elevado e muito amor e paz no coração para que as coisas saiam exatamente do jeitinho que a gente quer e não pegue fogo no seu potinho de plástico porque você esqueceu que ele não poderia ir ao microondas (exemplo meramente hipotético). 
Melhor do que pegar aquela folha de caderno amassada com caneta borrada e coberta de farinha de outras gerações pra fazer a sua receita preferida, seria muito mais lindo pegar um caderno chiquérrimo todo ilustrado com uma letra impecável, não seria? 
Fonte: Pinterest
Fala sério. 

5. Com você mesmo

Quem não gosta muito de se expressar através das palavras pode achar num diário ilustrado a saída pra registrar emoções, experiências e memórias. Assim, você pode transformar o seu sketchbook em algo que seja ao mesmo tempo um refúgio e uma parte de você mesmo. 

 

Um pequeno pedacinho de memória.

6. Com colagens

Ninguém disse que um sketchbook precisa ser preenchido apenas com desenhos. Se colagem é a sua forma de expressão, páginas em branco são perfeitamente boas pra isso também. Combinar pedaços de revistas, jornais, palavras e fotografias pra representar o que você sente ou pensa é tão arte quanto qualquer Monalisa. 
Misturando técnicas você consegue um visual único!

7. Com amigos 

Se preencher os espaços vazios de um sketchbook te parece solitário demais, por que não fazer um caderno colaborativo? A dinâmica cada um escolhe: pode passar de mão em mão entre um grupo de amigos, um completar o desenho do outro, revezar a posse durante um tempo ou seguir um tema em comum. 
Além de deixar tudo mais divertido, você ainda cria um objeto capaz de reviver pessoas e momentos em forma de arte muitos anos daqui pra frente.
 

8. Com palavras

Não se engane: só porque falamos mais sobre aplicações visuais não significa que palavras também não tenham o seu valor. Usar o seu sketchbook como um bloco de ideias, um lugar para escrever textos, esvaziar a mente ou rimar poesias pode ser exatamente o escape que você estava precisando e não sabia bem o que era. 
Além disso, nesse caso sempre sobra espaço e material pra incorporar algumas ilustrações quando a inspiração bater:

 

Já imaginou fazer um desses?

9. Com memórias 

Muita gente se encanta com a técnica de scrapbooking, mas não tem dinheiro suficiente pra comprar ou fazer um. Assim, é possível transformar o seu sketchbook e preenchê-lo com fotos, memórias, convites, pessoas ou pequenos objetos encontrados pelos caminhos. Além de ficar lindo também, é um jeito mais em conta de praticar antes de pular de cabeça no mundo dos scrapbooks.
 

10. Com o que você gosta

Seja a partir de uma série, filme, desenho, música, pessoa, lugar, objeto ou livro que você gosta, que tal preencher as páginas com desenhos inspirados nas suas coisas preferidas? Como já dizia a noviça rebelde (espero que você entenda a referência anciã - se não entender assista A Noviça Rebelde assim que terminar esse post, me faça um favor):
"Se a tristeza
Se a saudade
De repente vêm 
Eu lembro das coisas que eu amo e então
De novo eu me sinto bem!"
Com amor,
Re

 


13 comentários


  • luisa

    Comprei o skeechtbook(não sei como escreve)e agr tenho muito mais ideias pra preencher ele!


  • Nina

    adorei a referencia com certeza vou usar uma dessas ideias


  • Isabela Conceição ❤️

    Aiiiiii amei melhor post do mundo
    Da vó metade de fazer TODOS 😅😍😍😍😍


  • isabela conceição😍

    Já vou agoraaaa preencher meus sketchbooksss, que inspiradorrrr!! ✨✨✨


  • isabela conceição

    acabei de ganhar um caderninho e essas ideias são muito boas <3😍


Deixe um comentário